O QUE É LOW PRESSURE FITNESS (FPL), E O QUE ELE PODE FAZER POR VOCÊ?

Se preferir você pode escutar o conteúdo, dando play no áudio abaixo.

Cada dia que passa eu descubro o quanto o nosso corpo é mágico. Eu sei, parece óbvio, mas a gente não tem noção do quanto nosso corpo é forte e pode se adaptar, se moldar e fortalecer da forma que nos sentirmos mais confortável. Nosso corpo é surreal e nos faz vivenciar experiências incríveis.

Eu tenho tentado cuidar cada vez mais da minha saúde, já comentei sobre isso no post sobre – Mudança de hábito. Tenho feito escolhas que agregam e trazem saúde. 

Até brinco com algumas amigas, falo que estou deixando de comprar “brusinhas” para investir mais em mim, na minha saúde e qualidade de vida. Vou juntando um dinheiro aqui, outro ali e assim vou incluindo na minha rotina coisas que me fazem bem, me proporcionam saúde. 

Nessa busca de coisas que agregam, trazem saúde, eu conheci o LPF. Na verdade, eu conheci este método através da Érica Telini, que é uma profissional de educação física, especializada em LPF. 

Eu conheço a Érica já faz bastante tempo, fizemos aulas de dança lá em 2009/2010. Com o passar do tempo cada uma seguiu com sua vida, trilhou seu caminho e foi se especializando em outras áreas. 

Comecei a acompanhar o trabalho dela pelas redes sociais e fui me interessando e querendo saber mais sobre esse tal de LPF. Confesso que no começo, quando via os stories, não entendia muito bem o que “respirar” poderia fazer de diferente pela minha saúde, além é claro, de me manter viva. HAHAHAHAHA (A leiga master). 

Conforme ela ia explicando sobre nosso corpo, como respirar da forma correta, poderia nos ajudar em diferentes funções, mais eu ia querendo saber sobre. Entrei em contato com a Érica, me organizei, e no começo do segundo semestre eu iniciei as minhas aulas de LPF. 

E só posso lhe dizer uma coisa cara leitora, é surreal como, apenas respirar, pode nos conectar com nosso corpo e fazer com que sentimos cada partezinha dele. A cada aula eu sentia um novo músculo, uma nova sensação, descobri que a minha respiração é curta, descobri que respirava de uma forma que não era tão bacana para o meu corpo, tenho a respiração muito rápida e curta. Chega a ser bizarro de tão diferente e legal que é! (Bizarro no sentido de legal)

Por isso resolvi trazer essa entrevista para o blog, pois eu estou encantada com o LPF, e acredito que assim como eu, muitas pessoas não conhecem os benefícios do Low Pressure Fitness. 

Fiz algumas perguntas para Érica e ela respondeu e explicou muito bem tudo sobre o LPF.

Érica conta pra gente, o que é o LPF? Apenas respiração? Como surgiu?

Érica: O LPF surgiu na Espanha, através da Dra.Tamara Rial e Piti Pinsach que são os criadores do método. Eles se baseiam em técnicas hipopressivas, de yoga e rpg, então eles perceberam que poderiam juntar tudo isso e tornar o método mais atualizado.

O Lpf trabalha o corpo de uma forma geral, não é apenas a respiração, apesar da respiração ser a base de todo o método, o LPF é baseado em pautas posturais técnicas hipopressivas e assim conseguimos trabalhar o corpo de uma forma geral.

Na verdade, o LPF é uma técnica de treinamento miofascial, a fasce é um tecido que conecta todo o nosso corpo e o LPF consegue normalizar todas as tensões da nossa fasce, então ele é muito para o corpo todo, não só o abdômen. 

LPF proporciona algum benefício estético? E para a saúde?

Érica: Sim, na verdade todo benefício do LPF é pensando em saúde e como consequência tem o resultado estético. Porque o que acontece com o LPF? Ele vem normalizando todas as pressões que muitas vezes estão ali internamente no nosso abdômen, e que acaba deixando o abdômen estufado, uma postura muito tensa. Então, através de toda essa melhora, de dentro para fora, o LPF proporciona um resultado estéticos, que no caso, algumas mulheres conseguem reduzir até 12 cm de medida abdominal, mas o LPF é muito bom para hérnia discais, melhora da postura, trata a diástase, incontinência urinária, etc.

O LPF pode ser praticado por qualquer pessoa?

Érica: Sim, pode ser por qualquer pessoa, porém existem algumas restrições no LPF, por isso é muito importante fazer acompanhamento de preferência com um profissional licenciado para executar a técnica. Alguns exemplos de restrições são: gestação, hipertensão, pessoas que passaram por um câncer, por isso fazer sem acompanhamento não é recomendado.

lpf
Todas as fotos são do Instagram da Érica @ericatelini

Dá para fazer LPF apenas vendo vídeos na internet? Ou fazer sem a orientação de um profissional pode acabar prejudicando nosso corpo? 

Érica: Dá pra fazer? Dá! Mas não significa que você terá resultados com isso. Porque normalmente, o que vemos na internet são coisas muito superficiais, as posturas sendo ensinadas de forma superficial, focam muito no vácuo, sendo que o vácuo corresponde a 20% do método. A respiração que é um dos pontos principais, muitas vezes é ignorada pelos pessoal que ensina através da internet. Então pode acabar prejudicando sim a sua saúde e você pode acabar se frustrando, pois dificilmente você terá um resultado real, porque não vai estar atendendo o seu caso especificamente, no LPF cada postura trabalha uma coisa diferente, então você não vai ter essa orientação. 

Quanto tempo de aula você aconselha as pessoas a fazerem? 

Érica: Normalmente as pessoas iniciam fazendo uma aula por semana, com duração de até 40 minutos.Os alunos avançados já podem fazer duas vezes na semana com duração de até 1 hora, isso porque o corpo precisa ter esse descanso para absorver tudo o que foi trabalhado na aula. Muita gente questiona isso: “Aí mais, uma vez na semana não é pouco?”, e não é, justamente pela intensidade do treino é muito grande, as informações para o cérebro são muitas, então o seu corpo precisa desse tempo para absorver e gerar uma resposta positiva.

Lembrando que durante a semana a gente tem um treininho diário de até 10 minutinhos para que os estímulos se mantenha vivo no seu corpo, e o seu corpo não esqueça também o que foi trabalhado.

Existe alguma contra indicação? Em quais casos a pessoa não deve fazer LPF?

Érica: Não existe contra indicação, o que existe são algumas restrições dentro do método, um exemplo bem prático para você entender isso, é por exemplo mulheres gestantes, quando vão praticar o LPF, lembrando que o LPF é perfeito para essa fase gestacional, a mulher gestante não pode entrar em fase de apneia e nem sugar o abdômen, tem algumas posturas que não são indicadas para fase gestacional. Então não é que existe contra indicação, existem algumas restrições para alguns públicos específicos, por isso que fazer pela internet não vale a pena, é importante fazer com um profissional licenciado do método.

O LPF pode ser associado com algum esporte?

Érica: Super pode! Na verdade o LPF não substitui nenhuma modalidade, ele é um complemento para todas as modalidades, então o LPF quando é associado com qualquer atividade física, o desempenho na atividade física que você já faz, por exemplo, tende a melhorar muito, porque o LPF vai proporcionando uma funcionalidade, uma consciência corporal muito grande, então normalmente quando é associado os resultados são muito melhores.

Uma dúvida muito comum é, qual a diferença da abdominal para o LPF, já que ambos trabalham ali na região do abdômen?

Erica: Vamos lá, abdominal é um exercício muito tradicional, porém quando a gente pensa no abdominal reto, que é aquele flexionando o tronco, sabe? Esse movimento acaba trabalhando apenas uma musculatura, que é o reto abdominal, que é uma musculatura muito superficial, sem contar que naturalmente, quando a gente faz qualquer tipo de força com o abdômen, a gente acaba aumentando muita a pressão interna e isso acaba prejudicando a saúde íntima de algumas mulheres, dependendo de alguma disfunção. 

Outra diferença muito presente é que quando a gente faz um abdominal normalmente a gente faz uma força, uma contração voluntária, com o LPF a gente acaba fazendo uma contração involuntária de todos os músculos, a partir da junção do vácuo e das pontas posturais 

lpf3

Algum conselho pra quem vai iniciar as aulas de LPF?

Érica: Sempre busque um  profissional licenciado do método, um profissional que você confia, que tem as formações realmente do método, e se você busca realmente o LPF,  veja se a pessoa não tá te vendendo uma outra coisa né? Às vezes a pessoa tem formação em outras escolas e acaba falando que é do LPF, por isso que é muito importante você sempre pesquisar e ter confiança mesmo no profissional que você tá entregando aí o seu corpinho, rs! 

Tem mais alguma informação importante para ressaltar sobre o LPF?

Erica: Tem! Se eu pudesse eu faria todas as mulheres desse mundo praticar o LPF, pelos benefícios incríveis que ele pode proporcionar para nossa saúde íntima, para nossa saúde abdominal, para nossa saúde mental, então se você tiver oportunidade de conhecer o método, mulher, eu tenho certeza que você não vai se arrepender.


Depois dessas perguntas eu acredito que deu para apresentar bem o LPF para vocês. E olha, se você ficou interessada, dê mais uma pesquisada sobre, entre em contato com um profissional qualificado para ensinar o LPF. 

Se ficou alguma dúvida deixa aí nos comentários, ou você pode entrar em contato com a Érica através das redes sociais e assim, esclarecer todas as dúvidas.

Eu como aluna e pessoa totalmente iniciante neste universo, quero ressaltar que o LPF tem sido muito além de um momento de atividade, eu tenho aprendido mais sobre meu corpo e me conectado mais com ele, eu sei minha amiga, parece papo de gente muito good vibes, mas é real. Se concentrar em você, em cada movimento, faz com que nos conheçamos mais tanto físicamente como mentalmente. 

Espero que você tenha gostado de saber mais sobre o LPF. Obrigada por ler até aqui, um beijo com muito carinho, Naiady Souza.

Está gostando? Compartilhe...

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on pinterest

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimos Posts