MORRO DE SÃO PAULO – BAHIA | Viagem

morro-de-são-paulo-bahia-salvador

Se você me segue no Instagram deve ter visto algumas coisas da minha viagem para a Bahia. Por lá, eu consegui mostrar um pouquinho dessa viagem que foi incrível, e por aqui eu vou compartilhar o roteiro e mais detalhes desse rolê.

 

Essa viagem foi combinada meio que do nada, minha prima me ligou, comentou que iria tirar férias e que iria pra Bahia. Ela conseguiu um desconto em uma pousada e perguntou se eu e Lucas (meu marido) gostaríamos de ir. Pensamos, pensamos e depois de um certo tempo vimos que conseguimos acompanhar eles, e o mais legal, é que conseguimos aproveitar a mesma promoção da pousada. 

 

Nós saímos no dia 11 de Junho aqui de Maringá e fomos para São Paulo. Passamos dois dias na capital paulista e na segunda, dia 13 de Junho, pegamos o avião para Salvador.

 

A princípio, a gente não sabia que iríamos ficar em Salvador, mas para chegar em Morro de São Paulo, só se chega de barco ou avião, e nós iriamos de barco, mas o barco só sai na parte da manhã. Então, tivemos que passar uma tarde em Salvador, dormir em algum local, acordar e ir pegar o barco para Morro de São Paulo.

morro-de-são-paulo-bahia-salvador1
Segunda-feira, 13 de Junho 2022 - Salvador/Bahia

Chegamos em Salvador-Bahia, às 11h da manhã, pegamos um uber do aeroporto para o escritório, – a empresa que o Lucas trabalha tem um escritório em Salvador, então ele aproveitou essa pequena passada para conhecer pessoalmente o pessoal e o espaço. Passamos algumas horas no escritório trabalhando e conversando com o pessoal e depois fomos desbravar um pouquinho a capital baiana. 

 

Nossa primeira parada foi no Pelourinho, centro histórico de Salvador.  

O Pelourinho é incrível, eu adorei conhecer. A primeira parada foi na igreja São Domingos Gusmão. Para entrar e passear pela igreja, é cobrado uma entrada de R$ 5,00 – o pagamento pode ser feito via pix ou cartão. Explicação sobre a igreja:

 

“Construída em 1731, ela tem fachada no estilo rococó, enquanto o interior segue o estilo neoclássico. Mas o grande destaque vai para o teto da igreja, que é revestido com uma pintura de 173 metros quadrados, em técnica do ilusionismo barroco, atribuída a José Joaquim da Rocha, considerado o maior pintor do barroco brasileiro.

 

A obra representa uma visão católica de vida após a morte, com o paraíso. Na representação, o José Joaquim se valeu do formato côncavo do teto para dar uma ideia de profundidade e de que o “Paraíso” não tem fim.”

 

O que eu achei?

 

A igreja é linda, me senti dentro de uma novela de época, durante todo o passeio fica tocando músicas clássicas, é uma imersão no passado

morro-de-são-paulo-bahia-salvador2

Saindo dessa primeira igreja, fomos para outra, a igreja e convento de São Francisco. Que é belíssima. No dia que fomos lá, a entrada era gratuita, mas se não me engano, também existe uma taxa de R$ 5,00 para conhecer o espaço. Explicação da igreja:

 

“Localizada no coração da cidade, as estruturas foram erguidas entre os séculos XVII e XVIII e são consideradas uma das mais singulares e ricas expressões do Barroco brasileiro, apresentando, em especial a igreja, uma faustosa decoração interior. Foram tombadas pelo Iphan, classificadas como uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo, e fazem parte do Centro Histórico de Salvador, que hoje é Patrimônio da Humanidade.”

 

O que eu achei?

 

Essa igreja é um espetáculo surpreendente! A hora que eu entrei fiquei de boca aberta, pois é muito rica em detalhes. A parte “chata”, é que, como é um ponto turístico, tem muita gente sem noção, que entra na igreja falando alto, fica tirando foto de um jeito nada a ver, sem respeito com o local, sabe? Mas, tirando isso, vale a visita, pois é linda demais. Nós ficamos um bom tempo dentro da igreja observando cada detalhe, pois é um espetáculo.

morro-de-são-paulo-bahia-salvador3

Depois das igrejas a gente foi andar pelo Pelourinho. Eu achei o local bem organizado e limpo, tinha alguns policiais andando por todo o espaço. Claro que não é um lugar pra você ficar dando bobeira, mas me senti tranquila andando por lá.

 

O Pelourinho é muito rico em construções históricas e tem muita coisa pra visitar, mas a gente deu umas voltas e sentamos nas escadas da Casa de Jorge Amado e ficamos assistindo algumas apresentações que estavam acontecendo na praça.

morro-de-são-paulo-bahia-salvador4

Em seguida subimos para ver o elevador Lacerda, não entramos, mas fomos lá conhecer e ver a vista do local que é muito linda. Não entramos no elevador, mas deu pra ver toda a estrutura e a vista que é linda demais.

morro-de-são-paulo-bahia-salvador5

Para finalizar nosso passeio pelo Pelourinho fomos em um bar que foi super recomendado pelo pessoal do escritório que é o bar do Cravinhos, fica bem na praça principal do Pelourinho. 

 

Fomos lá comer um bolinho de bacalhau e experimentar as cachaças que o local produz. Foi uma delícia, fomos bem atendidos, a comida estava deliciosa. Mas atenção, a pimenta é ardida demais. Lucas, achou que a pimenta era um vinagrete (hahaha), tacou pimenta no bolinho, depois o menino sofreu com a ardência em!? Então, aqui já vai a dica, CUIDADO COM A PIMENTA DA BAHIA.

 

Nesse bar nós comemos uma porção de bolinho de bacalhau, tomamos 2 cervejas e pedimos duas doses de cachaça produzida pelo bar e nossa conta ficou em R$ 100,00. 

morro-de-são-paulo-bahia-salvador6

Esse rolê já ocupou nossa tarde em Salvador, depois do Pelourinho, fomos para a casa de uns amigos jantar e dormir para pegar o barco no outro dia. Nosso jantar foi em um restaurante chamado Egeu, o local tem uma vista belíssima, mas nós fomos durante a noite, então só aproveitamos a comida, que por sinal é maravilhosa.

 

Nós fomos em seis pessoas ao restaurante e pedimos muita comida. Foram vários pratos, um mais gostoso que o outro, bebemos vinho, água com gás e a conta saiu R$ 300,00 por casal. Depois de jantar fomos pro apartamento dos nossos amigos dormir e descansar.

morro-de-são-paulo-bahia-salvador7
Terça- feira 14 de Junho 2022 - Morro de São Paulo/Bahia

Acordamos cedinho, tomamos um café e já pegamos nossas malas e fomos pegar o barco com destino a Morro de São Paulo.

 

“Morro de São Paulo é o terceiro maior Pólo Turístico da Bahia. Está situado ao sul da capital baiana, e faz parte do único município arquipélago do Brasil dentro do conjunto de ilhas da Cidade de Cairu.”

A passagem do barco custa R$ 130,00 por pessoa, você pode comprar na entrada do porto, local onde o barco sai, ou pela internet.

 

E aqui vem a grande questão. Você pode pegar o catamarã que vai direto para a ilha de Morro de São Paulo, a viagem dura 2h30, ou você faz o semi-terrestre, então você pega o barco, que te leva para uma outra praia, essa primeira viagem dura 1h, depois você pega um ônibus/van que vai te levar para outro porto, essa viagem de van leva mais 1h30, chegando no outro porto, você pega um barquinho que, aí sim, vai te levar para Morro de São Paulo, esse leva 25 minutos, então ao todo o semi-terrestre leva mais ou menos 4 horas. Por conta da previsão do tempo nós tivemos que fazer o semi-terrestre, pois o mar estava muito agitado e não daria para fazer a viagem direto de 2 horas.

 

Vou contar pra vocês, a experiência é nada agradável meu povo. Nós pegamos um barco, que por conta do tempo, balançou demais, demais, muita gente passou mal, começou a vomitar, subiu aquele cheiro de gorfo no barco! Eu fiquei de boa, mas foi uma experiência pra lá de diferente. A parte da van foi tranquila e o segundo barco, o que finalmente leva para Morro de São Paulo, foi bem, bem mais de boa, e assim depois de 4h chegamos na ilha de Morro de São Paulo.

morro-de-são-paulo-bahia-salvador8

Assim que você chega em Morro de São Paulo, você é direcionado para pagar uma taxa de cuidados da ilha, essa taxa custa R$ 20,00 por pessoa e pode ser paga com cartão, dinheiro ou pix.

 

A Ilha é a coisa mais linda! Toda organizada e limpa, tem muitas ladeiras e por lá não é permitido o uso de carro, ou você anda a pé ou usa o Uber da ilha, que nada mais é do que uma carriola, sim gente, o pessoal transporta tudo de carriola. E olha, aqui vai a dica, assim que você chegar, vale a pena pagar pra alguém levar suas malas de carriola, pois como tem muita ladeira, você tem grandes chances de acabar com a sua mala. 

 

A gente pagou um Uber carriola pra levar nossas malas e ficou entorno de R$ 17,00 por mala.

morro-de-são-paulo-bahia-salvador9

Nós ficamos hospedados na pousada Minha louca paixão, a pousada é a coisa mais linda, tem um jardim muito bonito, duas piscinas, sendo uma com vista para praia e bar disponível. 

 

A pousada não usa descartáveis, então assim que a gente chega eles entregam uma garrafinha térmica pra você encher e tomar água. O legal é que tem bebedouro por toda a pousada, isso é sensacional, pq sentiu sede, só encher a garrafinha e pronto! Ah, você pode levar a garrafinha embora, como uma lembrancinha do local.

 

O quarto da pousada é bem organizado e limpinho. Tem o essencial. Cama grande e confortável, armário para guardar as coisas, ar condicionado, TV e um banheiro bem grande e bonitão. O nosso quarto não tinha banheira, mas a pousada oferece essa opção. 

 

A promoção que pegamos pelo Hurb, nós conseguimos pagar R$ 3.500,00 por 6 dias de hospedagem. As passagens de avião pegamos por pontos do cartão, então deu pra dar uma economizada boa nesses pontos da viagem, hospedagem e passagem.

morro-de-são-paulo-bahia-salvador10

Morro de São Paulo é a coisa mais linda gente, as praias são limpas, tranquila, sem ondas, o mar parece uma piscina. O que mais me chamou atenção é a organização e limpeza da ilha. É muito gostoso andar pela ilha, olhar a praia. É um espetáculo!

morro-de-são-paulo-bahia-salvador11

O único passeio que fizemos foi o chamado volta à ilha, que é um barco que passa por toda a Ilha de Morro de São Paulo e te leva até Boipeba. O passeio custa R$ 250,00 por pessoa e dura em média umas 8 horas.

 

Esse passeio foi incrível, vale a pena. A lancha saiu da praia em que estávamos, entrou em mar aberto até chegar nas piscinas naturais, que é a coisa mais linda, a água clarinha e quente. A gente foi fora da época de turismo, então nenhum lugar estava super lotado, dava pra aproveitar cada cantinho com calma e tranquilidade.

 

Depois a lancha leva a gente para a praia de Boipeba, nós aproveitamos para almoçar por lá e comer a típica lagosta feita na manteiga, que é saborosa demais. Essa pausa em Boipeba foi muito gostosa pois nós conseguimos almoçar, passear pela praia, descansar e aproveitar a vista que é belissíma.

morro-de-são-paulo-bahia-salvador12

A gente fica em média 1 hora em Boipeba, depois a lancha leva a gente para comer ostra em algumas barracas flutuantes. Nós paramos na barraca da Célia e pedimos três porções de ostra: ostra in natura, ostra no bafo e ostra lambretinha. Tudo extremamente saboroso e barato, a média de valor das porções é de R$ 30,00.

O mais legal é que o pessoal da região que cria as ostras, então tudo é feito na hora, literalmente, você pede a porção, a moça puxa um balde de ostra do fundo do mar e prepara pra gente comer. É muito gostoso.

morro-de-são-paulo-bahia-salvador13

Como comentei, esse passeio “volta á ilha”, foi o único que fizemos, depois, nos outro dias, nós aproveitamos muito as praias de Morro de São Paulo, que ao todo são cinco praias, uma mais linda que a outra.

 

Nós curtimos muito Morro de São Paulo, comemos nos restaurantes pela ilha, bebemos bons drinks e nos divertimos nas praias. O legal é que a ilha tem muita opção de restaurante então, rolê gastronômico não irá faltar. Inclusive fica a dica para experimentar a caipirinha dentro do cacau, um drink típico da região que é muito saboroso.

 

Ao todo foram 6 dias em Morro de São Paulo e olha, o local é lindo demais, vale a pena conhecer. A ilha é tranquila, bem organizada e as pessoas são muito receptivas. Eu amei demais conhecer esse pedacinho da Bahia.

 

Abaixo deixo algumas opções de restaurantes que eu adorei conhecer em Morro:

 

– Restaurante da pousada Minha louca paixão, minha recomendação: peça o prato Bobó de camarão e a caipirinha de rapadura com limão, é bom demais;
– Restaurante Pedra sobre Pedra, minha recomendação: peça o camarão no abacaxi, é um prato agridoce que oferece uma explosão de sabor.

– Restaurante Café das artes, minha recomendação: aqui eu comi o prato Tarsila do Amaral, que é um salmão ao molho de maracujá com legumes assados, delicioso demais e os preços desse restaurante são excelentes, mais em conta.

morro-de-são-paulo-bahia-salvador14

Esse foi um resumo da nossa viagem para Morro de São Paulo, eu espero que você tenha curtido acompanhar um pouco dessa viagem, e aqui fica um roteiro pra quem deseja ir até Morro, mas agora me conta, você já foi pra Bahia? Compartilhe como foi sua experiência por lá. Obrigada por ler até aqui, um beijo com carinho, Naiady Souza.

Está gostando? Compartilhe...

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Últimos Posts